imagem-
21-08-2019 Denis Sassou Nguesso na quadripartida como convidado

O Presidente da República do Congo, Denis Sassou Nguesso, chegou nesta manhã a Luanda, para participar, como convidado, da Cimeira Quadripartida de hoje entre os Chefes de Estado de Angola, RDCongo, Rwanda e do Uganda.

O encontro vai envolver os presidentes João Lourenço, Félix Tshisekedi, Paul Kagame e Yoweri Museveni (que também acabou de chegar), que testemunharão a assinatura de instrumentos que consagram os entendimentos alcançados entre o Uganda e Rwanda, em particular.

O encontro surge na sequência da Cimeira quadripartida, realizada a 12 de Julho último em Luanda, depois de entendimentos alcançados após diligências encetadas por Angola e coadjuvadas pela RDCongo.

Naquela cimeira, os quatro Chefes de Estado condenaram a persistência de grupos armados no leste da RDCongo que obstaculizam o processo de paz em curso e desestabilizam os países vizinhos.

Os líderes saudaram os esforços empreendidos pelas autoridades da RDC na pacificação de todo o território nacional, mas condenaram a evolução e persistência dos grupos armados.

Os Chefes de Estado destacaram a importância do "diálogo permanente, franco e aberto" que se deve desenvolver quer a nível bilateral entre os Estados da região quer no plano multilateral, para a consolidação da paz e segurança como premissas fundamentais para a integração económica.

No encontro, ficou decidido priorizar-se a resolução de qualquer diferendo entre os seus respectivos países por meios pacíficos, através de canais convencionais e no espírito de irmandade e solidariedade africanas.

Os quatro líderes saudaram a vontade do Uganda e Rwanda de prosseguir o diálogo a fim de se encontrar uma solução para os problemas existentes, que poderão conhecer um desfecho positivo na cimeira de hoje, na capital angolana.

Para a referida quadripartida, chegaram também ao país os presidentes do Rwanda, Paul Kagame, e da RDC, Félix Tshisekedi, todos recebidos, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, pelo ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto.

 

Fonte: Angop