imagem-
30-12-2019 Secretário de Estado quer impulsionar empresariado cultural

O secretário de Estado para as Indústrias Criativas do Ministério da Cultura, João Pedro da Cunha Lourenço, apontou nesta segunda-feira como prioridade da sua acção a promoção do empresariado cultural, a fim de contribuir para o desenvolvimento económico do país.

Nomeado na sexta-feira, João Pedro da Cunha Lourenço falava à imprensa depois de ter sido empossado no cargo pelo Presidente da República, João Lourenço.

O secretário de Estado da Cultura sublinhou o facto de a Indústria Criativa ter uma estreita relação com os produtores e a criação de emprego, o que pode ser aproveitado a bem da economia nacional.

Defendeu a promoção de parcerias para o desenvolvimento da indústria cultural, com vista ao melhoramento da situação económica e social dos artistas.

Na cerimónia, foram também empossados José Francisco Bartolomeu Pedro, para o cargo de Vice-governador provincial  do Bengo para o sector Político, Social e Económico, e Agostinho da Rocha Fernandes da Silva, para vice-governador da mesma província para os serviços Técnicos e Infraestruturas.

O vice-governador do Bengo para os Serviços Técnicos e Infraestruturas disse que vai incidir a sua actuação na reabilitação e construção de estradas, para facilitar a livre circulação de pessoas e bens, bem como a ligação entre as diversas localidades.

Já o seu colega do sector Político, Social e Económico disse que vai privilegiar o aumento da rede escolar e hospitalar, no quadro do programa aprovado.

Os empossados juraram fidelidade à pátria, cooperar para a realização dos fins superiores do Estado, respeitar e fazer respeitar a Lei e  abster-se de práticas que configurem corrupção e nepotismo, sob pena de serem indiciados criminalmente.

 

 Fonte:Angop