imagem-
14-02-2020 Presidente da República lamenta morte do ex-líder queniano

O Presidente da República, João Lourenço, manifestou-se nesta quinta-feira consternado com a morte do ex-Chefe de Estado do Quénia, Daniel Arap Moi.

O ex-Presidente do Quénia morreu terça-feira (4) aos 95 anos num hospital em Nairobi. 

Em nota de condolências, o Chefe de Estado angolano refere que foi com a mais profunda consternação que tomou conhecimento da morte de Daniel Arap Moi.

"Ficará nas nossas memórias o acervo político deste fervoroso pan-africanista, líder e nacionalista histórico queniano", expressa a nota a que a Angop teve acesso hoje.

O Chefe de Estado, João Lourenço destaca, na mensagem, que o ex-líder queniano prestou o seu dever na luta pela independência do seu Povo, e cujos actos marcaram a história do Quénia.

O Presidente João Lourenço apresenta, neste momento de tristeza e luto, em nome do Governo angolano e no próprio, condolências ao Povo e Governo do Quénia.

O Estadista angolano estende o sentimento de pesar aos familiares do malogrado.

Daniel Arap Moi governou o Quénia de 1978 a 2002.

Fonte: angop