imagem-
19-02-2020 Capacitação de professores eleva qualidade do ensino - ministra

A ministra da Educação, Ana Paula Elias, apontou terça-feira, em Ndalatando, Cuanza Norte, a aposta na formação dos professores como factor fundamental para elevar a qualidade do ensino no país.

A governante, que falava num encontro de auscultação da classe docente da região, além da formação técnico profissional, defendeu também a contínua capacitação dos professores.

Sublinhou que o país precisa de ter um sistema de ensino que aposte progressivamente na qualidade dos alunos e dos professores, o que passa por investimentos nas escolas nacionais.

Para si, a formação dos docentes aliada a melhoria das condições de trabalho afigura-se como indispensável à elevação da qualidade de ensino.

Para além dos professores e dos alunos, Ana Paula Elias entende ser também necessário a formação dos gestores escolares.

Das inquietações levantadas no encontro, presenciado pela vice-governadora do Cuanza Norte para o sector político, social e económico, Leonor Garibaldi de Lima e Cruz, destaca-se a insuficiência de salas de aula e de professores, assim como o número excessivo de alunos em salas de aula.

A falta de laboratórios e bibliotecas nas escolas, sobretudo do II ciclo, falta de estímulo aos professores que trabalham em zonas isoladas constam, igualmente, das preocupações apresentadas pelos docentes, que defenderam ainda o fim do uso do giz como meio de ensino nas escolas, devido aos problemas de saúde que provoca.

Por sua vez, a vice-governadora do Cuanza Norte para o sector político, social e económico, Leonor Garibaldi de Lima e Cruz, lembrou que a educação é a chave para o desenvolvimento sustentável de uma sociedade, apelando aos professores a desempenharem a sua actividade com zelo, dedicação e abnegação.

O sector da educação no Cuanza Norte controla quatro mil e 919 professores, distribuídos em 411 escolas, num total de duas mil e 135 salas de aula.

Cento e noventa e dois mil e 418 alunos da iniciação ao II ciclo do ensino secundário estão matriculados neste ano lectivo, na província do Cuanza Norte.

 

Fonte: Angop