imagem-
08-07-2020 Covid-19: Saúde negocia aquisição de laboratórios

As autoridades sanitárias angolanas estão a negociar com a empresa chinesa de biotecnologia BGI a aquisição de mais três laboratórios com maior capacidade de testagem da Covid-19 e outras doenças no país, anunciou, esta terça-feira, em Luanda, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta.

Em conferência de imprensa de actualização de dados da covid-19 no país, a ministra adiantou que as negociações já estão bem avançadas e o Governo sente-se orgulhoso por ter um cientista angolano na equipa de especialistas chineses encarregues de montar laboratórios com capacidade de processar cinco mil amostras/dia.

Referiu que, com a aquisição desses laboratórios, o país contará com equipamentos laboratoriais de alta capacidade para a testagem de Covid-19 e outras doenças viroses.

Actualmente, o país conta com seis laboratórios de testagem da Covid-19 instalados no Instituto Nacional de Investigação e Saúde (INIS), Hospital Central Militar, Hospital Esperança, Instituto nacional de Luta contra a Sida, Clínica Girassol e Clínica Luanda Medical Center, todos concentrados na capital do país.

Os laboratórios têm a capacidade de processar mais 600 amostras/dia.

Desde a confirmação dos dois primeiros casos positivos de Covid-19 em Angola (Março) até à presente data, os laboratórios já receberam 31 mil e 319 amostras, das quais 23 mil e 177 foram negativas, 386 positivas e sete mil e 756 estão em processamento laboratorial.

Com o diagnóstico de 33 novos casos, nove recuperados e dois óbitos, nas últimas 24 horas, os dados estatísticos apontam um total de 386 infectados, dos quais 117 recuperados, 21 óbitos e 248 activos, dos quais seis requerem de cuidados especiais e um em estado crítico.

A transmissão local soma 249 casos, enquanto 36 casos são importados e 101 infectados estão em estudo epidemiológico.

 

 

Fonte:Angola