imagem-
26-02-2021 Presidente da República empossa quadros recentemente nomeados

A abertura da primeira missão diplomática de Angola na Arábia Saudita abre uma nova etapa no relacionamento de cooperação e de amizade entre os dois Estados, considerou ontem, em Luanda, Frederico Cardoso, o primeiro embaixador naquele país, o segundo maior do mundo árabe, depois da Argélia, e dos maiores produtores de petróleo.

 

Empossado, ontem, nas funções pelo Presidente da República, João Lourenço, o diplomata disse haver diversas áreas à disposição dos dois países que lhes permite aprofundar e tirar vantagens recíprocas no relacionamento, como, por exemplo, no domínio da construção de infra-estruturas.
"Esta decisão do Presidente da República traduz a vontade de explorarmos, de modo mais profundo, todo um conjunto de complementaridades existentes entre as economias dos dois países”, realçou.

Frederico Cardoso, que já foi ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, disse haver uma gama de oportunidades para aquilo que são os desafios de Angola, e que os dois países podem cooperar e trabalhar com vantagens recíprocas.
Neste particular, destacou, a título de exemplo, as áreas da agricultura, agro-indústria, exploração e transformação de rochas ornamentais e o turismo. "Há várias oportunidades, nas quais acredito que, com o esforço das autoridades de cada um dos países, podem ser melhor exploradas”, vaticinou.

O primeiro embaixador de Angola na Arábia Saudita acredita ser possível construir, a partir daqui, um novo tipo de relacionamento com a Arábia Saudita, que permita a cada um dos países tirar vantagens recíprocas.   
Os trabalhos para a abertura da Embaixada de Angola na Arábia Saudita concluíram no princípio do ano.

Reforço da parceria

O ministro das Relações Exteriores, Téte António, apontou, em Dezembro do ano passado, em Luanda, a Arábia Saudita como "parceiro estratégico importante para Angola”.
Téte António fez esta afirmação durante um encontro de trabalho entre delegações das diplomacias dos dois países, tendo a saudita sido encabeçada pelo secretário de Estado para os Assuntos Africanos do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Ahmed Kattan. 

Segundo o chefe da diplomacia, Angola está, cada vez mais, interessada em consolidar as relações de amizade e explorar as diversas potencialidades da Arábia Saudita, nos mais diferentes domínios de interesse comum, com vantagens recíprocas.
Na ocasião, Ahmed Kattan convidou o ministro das Relações Exteriores a visitar a Arábia Saudita, com vista a reforçar as parcerias de cooperação no domínio dos negócios, bem como encetar contactos para investimentos sauditas em Angola.
O secretário de Estado  saudita manifestou, igualmente, o desejo do Governo do seu país conceder facilidades de bolsas de estudo a angolanos, nas mais diversas áreas. Os sectores da agro-indústria, agricultura, pescas, petróleo e gás destacam-se no capítulo da cooperação entre Angola e a Arábia Saudita.

 Tomada de posse de secretários de Estado

Ainda ontem, o Presidente da República conferiu, igualmente, posse aos novos secretários de Estado para as Finanças e Tesouro, Ottoniel Carvalho dos Santos, e da Administração Pública, Vánio Americano.
No mesmo acto, foram, também, empossados o vice-governador da província de Benguela para os Serviços Técnicos e Infra-Estruturas, Adilson Gonçalves, e o vice-governador da província do Huambo para o Sector Político, Social e Económico, Francisco Kata.

Novo secretário de estado
Vânio Americano aponta prioridades


O novo secretário de Estado para Administração Pública, Vânio Americano, afirmou, ontem, em Luanda, que as principais prioridades para do seu mandato serão acelerar o processo da reforma na Administração Pública e simplificar, cada vez mais, o atendimento aos cidadãos.
Vânio Americano disse que vai dar continuidade ao trabalho desenvolvido a nível da Administração Pública, especialmente ao Projecto da Reforma Administrativa (PREA) e ao Serviço Integrado de Atendimento ao Cidadão (SIAC), no domínio do atendimento, bem como "trazer melhorias na desburocratização e simplificação dos serviços” para garantir qualidade ao cidadão.
Sublinhou que o combate à corrupção passa, necessariamente, pela existência de bons gestores. Informou que vão ser introduzidos, na grelha formativa da Escola Nacional de Administração e Políticas Públicas, cursos que contribuam para prevenir a corrupção.
A ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Teresa Dias, considerou que a aposta no novo secretário de Estado é uma forma de proporcionar mais oportunidades aos jovens dinâmicos e estudiosos.
 Edivaldo Cristóvão

Administração da Sonangol

Foram, ainda, empossados os membros do novo Conselho de Administração da Sonangol, nomeadamente Olga Miranda, Kátia Lutucuta, Osvaldo António Inácio, (administradores executivos) e Bernarda Martins, no cargo de administradora não executiva.
O Presidente da República desejou aos empossados votos de muitos sucessos no desempenho das funções.
"Ao serem empossados, esperamos dos empossados todo o empenho e dedicação ao trabalho e fazemos votos de muitos sucessos no desempenho das funções que, a partir de hoje, assumem. Boa sorte e muitas felicidades”, desejou o Presidente João Lourenço.

 

Fonte:JA