imagem-
11-03-2021 Angola e União Europeia querem reforçar a cooperação nas pescas

Angola e a União Europeia poderão cooperar nos domínios da Economia azul; Pesca Sustentável (cadeias de valores); Aquicultura; Investigação Cientifica; Segurança Marítima; e Parcerias Económicas.

A intenção foi manifestada terça-feira, em Luanda, durante uma audiência que a secretária de Estado para às Pescas, Esperança da Costa, concedeu a Embaixadora da União Europeia residente em Angola, Jeanne Seppen, no âmbito da cooperação no sector das Pescas entre a República de Angola e a União Europeia.
A audiência teve como objectivo passar em revista e fazer um balanço da cooperação no sector das pescas, tendo em vista o potencial pesqueiro de Angola, para negociação de um eventual Acordo.

"Para o caminho conjunto, serão remetidas as notas conceptuais, junto ao Ministério da Economia e Planeamento (coordenador nacional), para análise e aprovação às propostas de acções para o sector das pescas”, lê-se na nota do Ministério da Agricultura e Pescas.
No quadro da cooperação com a União Europeia, os técnicos seniores das pescas deverão programar reuniões exploratórias com a Direcção Geral do Mar (DG-MARE) da União Europeia.

Na audiência, a embaixadora residente em Angola fez-se acompanhar de duas representantes da delegação da UE no país, designadamente Ana de Oliveira e Joana Mizarela.
"A Embaixadora da União Europeia em Angola, Jeannette Seppen e a secretária de Estado para as Pescas, Esperança da Costa, debateram o futuro das relações entre a União Europeia e Angola em matéria de pescas e exploração dos recursos do mar em sentido amplo.

As duas autoridades, no encontro, discutiram os principais objectivos estratégicos de interesse mútuo, como por exemplo, a importância da economia do mar para a diversificação em curso no país, o contributo da segurança marítima para o desenvolvimento e ainda o impacto da regulamentação do sector pesqueiro.

Estes temas, conforme aludiram as partes, já haviam sido temas de debates ao mais alto nível, no contexto das reuniões ministeriais no quadro do programa "Caminho Conjunto EU-Angola”, nos anos de 2017 e 2019.
Do encontro, resultou o compromisso de dar-se novo impulso às relações bilaterais no sector estratégico do mar, na perspectiva de alcançar resultados concretos por ocasião da próxima reunião ministerial União Europeia - Angola, que deverá ter lugar em Luanda, ainda este ano.

 

Fonte: JA